Projectos

VICINITY - H2020

VICINITY-logo-large-standard-colour

              O projeto VICINITY vai construir e demonstrar um ecossistema de interoperabilidade descentralizada da Internet das Coisas (IoT) infra-estruturas, imaginado  de baixo para cima, onde os usuários podem compartilhar o acesso aos seus objetos inteligentes sem perder o seu controlo. O conceito da descentralização é expresso pelo facto do desenho da plataforma de operador não incluir nem papéis centrais, nem bases de dados central para armazenar dados confidenciais sobre os utilizadores. Em vez disso, a plataforma conecta diferentes objetos inteligentes numa rede social chamada de bairro virtual onde proprietários de infra-estruturas mantêm sob controle os seus dispositivos e dados compartilhados.

             O principal resultado do projeto VICINITY é uma plataforma de tecnologia que permita a interoperabilidade descentralizada de várias infra-estruturas da Internet das coisas (IoT), permitindo a exploração de serviços de valor acrescentado independentes.

 

 

 

 

 

SHAR-Q - H2020

Projecto de Armazenamento de Energia 

The SHAR-Q project will establish a bottom-up framework that connects the storage capacities of the neighbourhooding and wide regional energy ecosystems into a decentralized collaboration network, that mitigates the requirement on the overall EES capacities needed to ensure grid stability.

 

MOTIVATION:

Renewable Energy Sources (RES) are intermittent energy sources that are raising challenges at their integration into power systems. These challenges can be addressed by Electrical Energy Storages (EES) emerging on the market. Therefore, storages are unavoidable components of the future smart grid with large share of variable renewable generation. However, the unit-cost of energy, that is retrieved from storages, is several times higher than the cost of energy consumed upon its output from RES.

The principal assumption of the SHAR-Q concept is that sharing of storage capacities deployed at distributed locations will reduce the EES capacities needed, bringing significant savings on the required storage capacities. This, in turn, will significantly reduce the unit-cost of energy output of the RES+EES ecosystems that are participating on the sharing process.

OBJECTIVES:

SHAR-Q aims to design and create a decentralized collaboration framework of distributed energy ecosystems connecting them into a peer-to-peer interoperability network, in order to achieve the optimisation of RES+EES through sharing capacities among the participating actors. The solution will be based on an open interoperability gateway with the corresponding open API that connects the smart energy resources operated by different actors into the SHAR-Q collaboration framework. The users will be provided with an ability to manage their contribution to the collaborative energy management models on their own in a way that resembles the social web portals.

Para mais informações: www.sharqproject.eu

 

Medição DNI e Estação meteorológica

meteo-pt

O SolarLab irá lançar uma variedade de programas de desenvolvimento e investigação sobre as condições e radiação solar e meteorológicas e tempo, permite a recolha e partilha de dados sobre as condições climáticas, permitindo a recolha e partilha de dados relativos às condições meteorológicas do local, assim como a aferição e comparação de dados com diferentes estações de outras regiões do País como parte da área cientifica.

Esta estação permite recolher e monitorizar em tempo real todos os dados meteorológicos, nomeadamente, dados de radiação solar (incluindo a radiação global, direta, difusa e IV), dados de temperatura e humidade relativa do ar, velocidade do vento e direção, medição da pluviosidade e pressão barométrica.

A estação meteorológica é constituída por um seguidor solar que suporta todos os sensores dedicados à radiação solar, por uma torre meteorológica que suporta os restantes sensores, assim como um datalogger que recolhe todos os dados monitorizados, permitindo a monitorização instantânea e o armazenamento dos dados recolhidos.

 

Energia Renovável e Sustentabilidade

(plantação de Opuntia ficus-indica)

Com o apoio do Município de Alcoutim na especialidade em “Produção, Transformação, Comercialização e área de Negócio da figueira-da-índia e do Seu fruto”, a produção, transformação e comercialização de Opuntia ficus-indica da Enercoutim iniciou um projeto de plantação e de continuação no desenvolvimento desta cultura nesta região, melhorando desta forma a biodiversidade das instalações da plataforma solar. Acreditando na fusão de projetos de tecnologia de produção de energias renováveis com a agricultura.

A plantação de Figos-da-Índia na plataforma solar de Alcoutim tem como finalidade promover a sustentabilidade e melhorar a simbiose entre a natureza e a produção de energia solar, melhoramento assim a paisagem envolvente. A plantação delimita todo o perímetro da plataforma, que se estende aproximadamente a três quilómetros e meio.

A cultura de Figos-da-Índia (“Opuntia ficus-índica”) é da família das cactáceas, que tem uma baixa necessidade hídrica e nutritiva, assim como alta rentabilidade produtiva e um alto valor nutricional.

Um dos grandes propósitos desta plantação é de servir como barreira de proteção corta-fogo, devido ao seu elevado conteúdo de água (90-95%), ajudando desta forma na prevenção e controlo da extensão de um fogo.

Outras das vantagens são: a proteção da área da instalação dos painéis solares de sujidade e da intrusão de animais; a conservação dos solos; a produção de frutos.

A plantação de figos-da-índia comtempla três variedades de frutos: vermelhos, laranjas e verdes.

 

 

Sistemas, Demonstração e Comercialização